B2Wood Business - Portal de Negócios
0
5
1
B2Wood Business - Portal de Negócios
B2Wood Business - Portal de Negócios
Tratamento e Conservação da Madeira
Com o poder de transformar uma madeira reflorestada em uma espécie nobre, os tingidores possuem a função de renovar o aspecto envelhecido do material, ressaltando suas qualidades naturais de veios e textura. Também são muito utilizados para uniformizar a tonalidade do material, sem alterar seus desenhos e características naturais.

Saiba quais as vantagens de tratar sua madeira

As principais opções encontradas no mercado são os vernizes, stains impregnantes e tingidores, mas, antes de tudo, é de muita importância analisar as características do ambiente em questão, para assim definir o produto a ser utilizado.

Quando falamos em tratamento de madeira é importante ressaltar que o quesito é fundamental na construção civil, uma vez que, protegendo o elemento, evitamos que o mesmo apodreça ou seja contaminado por fungos e insetos.

No mercado, encontramos soluções que buscam preservar o material, e entre elas, podemos destacar as principais, que são os vernizes, stains impregnantes e tingidores. Além de serem ambientalmente mais corretos, os produtos cujo compostos são à base de água, apresentam a mesma durabilidade daqueles que possuem solventes em sua composição, podendo exemplificar aqui, as tradicionais tintas à óleo. Ressaltando que a alternativa possui ainda mais benefícios, como o desempenho elevado, baixo odor e a secagem rápida.

Para que o procedimento seja realizado corretamente, é preciso analisar os principais fatores, como características do ambiente, tipo de uso e aspecto final, além de conhecer e diferenciar a alternativas disponíveis no mercado.

Quando executado da maneira correta, o tratamento da madeira colabora para o aumento da vida útil daqueles elementos que a utilizam como principal matéria, que é o caso dos decks e portas externas.

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE VERNIZES E STAINS IMPREGNANTES?

Formando um filme espesso, os vernizes protegem a madeira em camadas, sendo importante ressaltar que, ao ser aplicado em peças localizadas nas áreas externas, a solução deve conter em sua formulação filtro solar.

Diferentemente dos vernizes, os stains impregnantes constituem uma outra categoria de produto, possuindo uma baixa formação de película, o mesmo acompanha os movimentos da madeira, proporcionando acabamentos em diferentes tonalidades.

Com isso, concluímos que vernizes e stains impregnantes possuem substâncias completamente diferentes. Enquanto os primeiros criam uma película protetora sobre a madeira, os segundos penetram completamente no material, sendo os dois utilizados em qualquer tipo de madeira. Porém são necessários alguns cuidados na escolha adequada dos produtos, podendo ser especificados acabamentos, como fosco, brilhante, natural ou colorido. Também deve-se saber a espécie da madeira, pois em alguns materiais com alto teor de resina, como ipê ou o nó-de-pinho, possuem extratos naturais, que muito frequentemente, migram do seu interior para a superfície da madeira, dificultando assim a fixação, secagem e até mesmo provocando manchas na pintura. Para isso, faz-se necessário uma aplicação prévia de verniz formulado como isolante, impedindo o fluxo da resina e permitindo assim, uma pintura de alta qualidade.

 

QUAL A FUNÇÃO DOS TINGIDORES

Com o poder de transformar uma madeira reflorestada em uma espécie nobre, os tingidores possuem a função de renovar o aspecto envelhecido do material, ressaltando suas qualidades naturais de veios e textura. Também são muito utilizados para uniformizar a tonalidade do material, sem alterar seus desenhos e características naturais.

Os tingidores são encontrados no mercado em diversas cores, podendo ser misturados para a elaboração de novos tons. Sendo aplicado diretamente na madeira, o produto é encontrado à base de água, solventes ou híbridos, possuindo uma solução indicada tanto para áreas externas quanto para as internas, uma vez que os tingidores adequados para cada ambiente sejam especificados.

 

MANTENDO A MANUTENÇÃO DA MADEIRA

Independentemente do tratamento que foi utilizado, a madeira deve ser sempre limpa com um pano úmido e uma mistura de sabão neutro com água, não sendo recomendado a aplicação de agentes abrasivos, pois os mesmos influenciam no acabamento e na proteção do material. Vale ressaltar que manutenções preventivas são muito indicadas para conferir durabilidade maior à peça ou superfície.

Porém, as madeiras que recebem o stain impregnante como tratamento, contam com uma vantagem muito importante no ato da manutenção, pois dispensam a remoção completa da camada anterior para uma nova aplicação do mesmo produto, ainda que de outra tonalidade, sendo necessário apenas a realização de uma limpeza superficial para a remoção de fuligem e partículas soltas. No entanto, se a alternativa utilizada para tratamento de madeira for o verniz, é preciso removê-lo completamente antes da aplicação de qualquer outro produto. Para isso há soluções no mercado que removem as camadas envelhecidas sem agredir a superfície da madeira, o que ocorre por exemplo, com o lixamento.

 

TIPOS DE MADEIRA

Para cada resultado e produto que se quer obter, a indústria de transformação de madeira utiliza o tipo de madeira específico. Para isso, dentre os principais, destacaremos três que são utilizados de maneira ampla, são eles: eucalipto, pinus e teca.

Cada uma dessas madeiras possui características próprias, e por isso deve-se aplicar técnicas de manuseio para cada qual. Com isso, evitamos perdas e até mesmo o comprometimento de suas características fundamentais, que podem até mesmo comprometer os resultados de produção.

Para isso, existem tratamentos iniciais, onde são utilizados métodos preventivos, que tem como objetivo preservar e proteger a madeira cortada.

Com essa etapa sendo bem executada, permite-se que a madeira em toras seja protegida da ação de fungos e insetos, sendo necessário a aplicação de produtos químicos específicos, tendo como objetivo principal evitar perdas no transporte da madeira dos locais de extração até as serrarias.

 

PROCESSAMENTO PARA CADA TIPO DE MADEIRA

Qualquer tipo de madeira originária de reflorestamento, como é o caso dos tipos mencionados, devem ser tratadas com aplicação de vernizes específicos e tingidores.

O verniz tem a função de proteger a madeira contra ataques por elementos do ambiente e insetos, mantendo e preservando camadas de proteção. Enquanto os tingidores visam estabelecer um padrão original das madeiras, destacando suas características básicas, evitando assim suas perdas.

 

TRATANDO CADA TIPO DE MADEIRA

Cada tipo de madeira requer a aplicação de um tratamento específico, indo além da preservação original, deixando as peças mais preservadas e valorizadas.

Baseados nesse aspecto, podemos destacar as seguintes formas de aplicação de produtos para cada tipo de madeira, ou seja:

*Eucalipto e Pinus

O principal problema desse tipo de madeira é o cupim, e para isso, alguns cuidados são de grande valia para manter a segurança dessas madeiras contra esse tipo de praga, como:

- A estocagem da madeira deve ser através do sistema de gradeamento, evitando a umidade que se forma nas pilhas;

- Aplicação de óleo queimado;

- Aplicação de anti cupim;

- Armazenamento em locais secos e ventilados.

*Teca

Esse tipo de madeira possui excelente durabilidade, tendo defesas próprias quanto a fungos, pragas e bactérias. Além de não necessitar de aplicações de produtos para sua preservação, uma vez que a espécie é muito resistente à ação do tempo e umidade.

 

APLICAÇÃO PARA CADA TIPO DE MADEIRA

Assim como o tratamento, as aplicações de cada madeira ocorrem de maneira específica, preservando suas características. Vamos a cada uma delas:

*Eucalipto:

Por ser bastante fácil de ser trabalhada e apresentar grande durabilidade e resistência, é a madeira mais utilizada para a fabricação de móveis;

*Pinus:

Também conta com muita durabilidade e qualidade, sendo requisitada para a fabricação de sofás e poltronas, além de possuir cor e aspecto agradáveis, sendo compostas em locais para cultivo de plantas;

*Teca:

Sendo uma madeira altamente resistente ao efeito de apodrecimento, é muito comum ser utilizada em mobiliário expostos ao tempo, como sol, chuva, maresia. Por isso, podemos vê-la em jardins, piscinas e varandas, além de adegas.

 

ESSE ARTIGO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Vimos que para cada tipo de madeira, há um certo cuidado e atenção, pois cada uma possui características específicas, quanto ao seu manuseio e principalmente, conservação. Para o melhor aproveitamento em sua empresa, é de grande importância adotar equipamentos adequados para a produção em melhor qualidade.

 

Fonte: B2Wood Business

 


tudo